Bem viver
16
fevereiro

Música para dormir: combate a insônia e aumenta a qualidade do sono

Ouvir música pode ajudar você a pegar no sono com maior facilidade. Pode ser uma solução simples para combater a insônia. E alguns estímulos sonoros podem beneficiar a qualidade do sono. Isto porque a música atua no sistema nervoso parassimpático, acalmando e diminuindo o ritmo da respiração e dos batimentos cardíacos.

Mas qual a melhor música para pegar no sono? Um estudo da revista Plos One indicou gêneros e até os artistas mais citados por pessoas que ouvem músicas para dormir. Entre os gêneros musicais, destacam-se acústico, música ambiente, house, meditação, indie e instrumental.

Já Johann Sebastian Bach foi o artista mais mencionado, seguido por Ed Sheeran, Mozart, Brian Eno, Coldplay e Chopin. Outra pesquisa da MindLab International revelou que a música “Weightless”, de Marconi Union, é infalível para pegar no sono. Essa música é capaz de reduzir em até 65% a ansiedade dos participantes da pesquisa, ajudando-os a dormir.

Mas em muitas listas com dicas para dormir melhor, o ambiente silencioso é relatado como aliado para obter qualidade no sono. Por isso, muita gente abomina a ideia de usar música para dormir ou meditação guiada. Só que tem gente que não gosta de dormir no silêncio total. Essas pessoas estão acostumadas aos barulhos mesmo na hora de dormir.

A verdade é que, desde que nascemos, usamos música para dormir. Qual bebê não foi colocado para dormir com alguma canção? Elas desaceleram o ritmo cardíaco e atenuam a atividade eletrodermal (uma medida de excitação) nos recém-nascidos.

Música para ninar

Inclusive, há evidências de que bebês que escutam músicas quando ainda estavam no útero se acalmam quando os mesmos sons são apresentados a eles depois de nascidos. Não são apenas as crianças que são beneficiadas ao usar música para dormir.

A latência do sono, por exemplo, pode ser significativamente reduzida graças a ela. Em um estudo americano, mulheres com insônia que ouviram música por 10 dias seguidos tiveram o tempo para cair no sono reduzido drasticamente, de 27 a 69 minutos para 6 a 13.

O melhor de tudo: elas que escolheram a música, ou seja, qualquer estilo de música que agrade e não seja barulhento demais, serve. Grupos bem específicos, com dificuldades características para dormir, como gestantes e idosos também são comprovadamente beneficiados pelo uso da música para dormir.

Dica importante

Mas antes, uma dica: evite os fones de ouvido na cama. Incômodo, especialmente para quem prefere dormir de lado, o equipamento facilita o acúmulo de cera e pode aumentar o risco de uma otite. Prefira uma caixinha de som ou mesmo o celular para deixar a música ambiente.

Se você gostou deste post sobre a importância da música para dormir melhor, então siga as nossas páginas nas redes sociais para acompanhar as nossas atualizações: estamos no Facebook, no Instagram e no YouTube.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


   Li e aceito a política de privacidade


VEJA TAMBÉM


Edredom Altenburg: conforto e aconhego para o seu lar
Dicas de travesseiros específicos da Altenburg:
Altenburg lança nova plataforma de e-commerce
Altenburg Haus expõe nova coleção no “Oscar” do design brasileiro
1234