Bem viver
7
janeiro

Como garantir a segurança das crianças em casa?

Quem tem criança em casa sabe: segurança deve estar sempre em primeiro lugar. Em tempo de férias da escola, quando a casa recebe, ao mesmo tempo, as funções de lar, espaço de lazer, muitos pais ampliam a sua preocupação com adaptações que devem ser feitas para receber os pequenos em tempo integral – e sem nenhuma dor de cabeça.

A casa deveria ser um dos locais mais seguros, no entanto, dados do Ministério da Saúde mostram isso: os acidentes ou lesões não intencionais são atualmente a principal causa de morte de crianças de um a 14 anos de idade e quase um terço dessas mortes são dentro de casa.

Quem tem criança em casa, sabe que a atenção precisa ser redobrada nesta época do ano, já que o acúmulo de energia e a vontade de aproveitar o tempo livre fazem com que o cuidado com situações inseguras seja deixado de lado.

Cuidados gerais

De forma geral, imóvel com criança demanda cuidados específicos em todas as faixas etárias, mas com uma dedicação redobrada para os filhos que começam a engatinhar e aqueles que estão com idade entre 2 e 3 anos.

Com o perigo de acidentes, os responsáveis devem evitar, proteger móveis pontiagudos e, se possível, resguardar peças de vidro, presentes em tampos de mesa e portas. Ao comprar, o ideal é que os pais busquem por móveis por cantos arrendados. 

O mercado dispõe de protetores de quinas em silicone e fitas de espuma que colaboram para atenuar essas questões. A designer de interiores igualmente salienta que vidros em uma altura de até 60 cm devem ser motivo de alerta.

Na sala

Instale grades ou redes de proteção em janelas, sacadas e mezaninos e tome cuidado com pisos escorregadios e tapetes: opte por modelos antiderrapantes. Além disso, fixe na parede televisores e móveis que possam tombar sobre a criança. Mesas de centro e laterais também devem sair de cena para a livre circulação na sala de estar. 

Cozinha

Use as bocas de trás do fogão e certifique-se de que os cabos das panelas estejam virados para dentro para não serem alcançados pelas crianças. Mantenha sacos plásticos, fósforos, isqueiros, álcool, objetos de vidro, cerâmica e facas fora do alcance das crianças.

Não use toalhas compridas na mesa de jantar. As crianças podem puxá-la para se apoiar e, se houver algo em cima dela, como líquidos e alimentos quentes, isso pode cair em cima dos pequenos.

Na lavanderia

Após utilizar baldes e bacias, esvazie e guarde virados para baixo e longe do alcance das crianças. Crianças até 4 anos podem se afogar em recipientes com até 2,5 centímetros de água. Produtos de limpeza também devem ser guardados em locais altos e fechados.

Banheiro

Apesar dos poucos elementos, o banheiro pode oferecer muitos riscos. A bacia sanitária é o primeiro item que merece cuidado, já que as crianças costumam subir – um risco iminente de queda. Além disso, manter a tampa sempre fechada inibe que os pequenos mexam na parte interna e se afoguem. “Infelizmente a situação pode acontecer com um volume de 2,5cm de água”.

Remédios, vitaminas e antissépticos devem ficar fora do alcance das crianças pois oferecem o risco de intoxicação. Guarde utensílios afiados, como tesouras, alicates e lâminas de barbear fechados em um lugar seguro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

VEJA TAMBÉM


Como deixar sua casa funcional?
Dicas para uma mudança residencial organizada
O que considerar ao escolher o travesseiro
Pinturas de parede diferentes: técnicas para renovar sua casa
1234