Bem viver
18
agosto

Como ter uma gravidez mais leve?

Ver que a saúde do bebê é perfeita é tudo o que os pais desejam ao ver seu pequeno pela primeira vez após o nascimento. E para que isso possa ocorrer, é imprescindível que a mamãe cuide de sua própria saúde, se possível, antes mesmo de engravidar. Quer saber como ter uma gravidez mais leve? Confira as dicas no artigo a seguir.

A importância do ácido fólico para uma gravidez mais leve

Se estiver planejando aumentar a família e deseja ter uma gravidez mais leve, acrescente à dieta alimentos ricos em ácido fólico três meses antes de engravidar. Ele é fundamental para a saúde do bebê e desde a primeira semana de gestação e você já estará ajudando seu filho antes mesmo dele se desenvolver.

Mesmo assim, o médico vai receitar um suplemento de ácido fólico — vital para formação do tubo neural do bebê e para prevenir malformações, como a anencefalia, por exemplo. Mesmo assim, o médico vai receitar um suplemento de ácido fólico — vital para formação do tubo neural do bebê e para prevenir malformações.

Vacinas da gestante em dia

Para ter uma gravidez tranquila, é essencial que a futura mamãe esteja em dia com a carteira de vacinação. Para o bem do bebê, é obrigatório que a gestante tome a vacina dTpa (contra difteria, tétano e coqueluche) a partir de 20 semanas de gestação. Além disso, para uma gravidez mais leve, é indicado que a mamãe tome as vacinas da gripe e da hepatite B.

O fundamental pré-natal

Pré-natal é o nome que se dá ao acompanhamento médico que a mamãe deve ter durante todo o período de gestação e essencial para uma gravidez mais leve.

A diabetes gestacional e a hipertensão são duas alterações importantes que podem aparecer na gravidez. Então, a primeira dica é: não deixe de fazer o pré-natal para uma gestação tranquila. Vá ao médico quantas vezes forem necessárias, pelo menos uma vez ao mês, e faça o acompanhamento direitinho.

Evite os alimentos crus

Ovos moles, carnes mal passadas, peixes crus, leites e derivados não pasteurizados devem ser evitados por transmitirem bactérias (tanto para a mamãe quanto para o bebê) como a salmonela, por exemplo, e o agente causador da toxoplasmose.

Mexa-se mais!

Não vire sedentária só porque está grávida (exceto na gravidez de risco por recomendação médica), pois gravidez não é doença. A atividade física é fundamental para uma gravidez mais leve. Movimentar o corpo proporciona relaxamento, bem-estar e uma pitada de adrenalina.

Exercitar-se ajuda a diminuir alterações ósseas e posturais comuns na gravidez, por garantir força muscular à gestante. Também ajudará a manter o peso, diminuir as dores lombares e no quadril e auxiliar na aceleração da recuperação no pós-parto.

Mas quem nunca se exercitou deve pegar leve, por aumentar o trabalho cardíaco, o peso do corpo e dificultar a respiração.

Abandone as bebidas alcoólicas

A bebida alcoólica deve ser evitada na gestação, já que o álcool chega até o organismo do bebê pela placenta podendo afetar sua formação e elevando os riscos de problemas de comportamento no futuro, como hiperatividade e déficit de atenção.

É também o álcool que propicia a Síndrome Fetal Alcoólica, que fará a criança apresentar anormalidades faciais, problemas cognitivos e déficit intelectual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

VEJA TAMBÉM


Como evitar as bolinhas de roupa de cama
A importância de usar um travesseiro específico para pets
Como limpar box de banheiro em passos simples
Diferença entre Porta travesseiros e fronhas
1234