Bem viver
13
novembro

Qual o travesseiro ideal para bebês?

Garantir uma boa noite de sono aos filhos pequenos é um dos diversos cuidados que os pais devem ter.

Muitos especialistas afirmam que, nos primeiros meses de vida do bebê, não há necessidade de colocar travesseiro no berço, sendo mais indicado dormir em uma superfície firme, plana e macia, acomodando bem a coluna do pequeno.

Porém, com o passar dos anos, a criança já pode usar um travesseiro. Recomenda-se que isso aconteça a partir dos seis meses de idade. Preste atenção para que o objeto preencha o espaço entre o colchão e a cabeça da criança.

Como escolher?

Nem todos os travesseiros indicados para os bebês são iguais, eles variam muito e precisam ser analisados com calma. Entenda alguns tipos.

Travesseiro visco elástico tradicional

O modelo visco elástico tradicional conta com a revolucionária tecnologia Nasa, que é capaz de acompanhar o formato do corpo durante o uso, e depois retornar ao formato original. A versão deste travesseiro para crianças traz o diferencial de se acomodar perfeitamente ao corpo do pequenos, sem exercer pressão contrária no ombro, costas ou cabeça, auxiliando na circulação sanguínea do cérebro durante a noite.

Travesseiro de fibra de poliéster

Além do conforto para um sono reparador, o travesseiro de fibra de poliéster para crianças traz a opção de ação antimicrobiana, que elimina ácaros, fungos e bactérias. A tecnologia de íons de prata atua contra alergias respiratórias, protegendo seu filho e garantindo um descanso tranquilo. O modelo é o mais indicado para bebês e crianças que apresentam sensibilidade respiratória.

Body pillow infantil

Sucesso entre os adultos, o body pillow também possui uma versão infantil. Este modelo pode ser utilizado tanto por bebês quanto por crianças maiores. Nos primeiros meses e anos de vida, o travesseiro impede que o bebê se choque com as laterais da cama. Já em crianças maiores, o body pillow auxilia a manter a postura ideal durante o sono. É indicado principalmente para quem dorme de lado, pois mantém a coluna alinhada, apoiando o queixo e impedindo a flexão do pescoço.

 

Esses são os tipos mais comuns e mais recomendados do mercado. Vale lembrar que o tamanho também é importante – eles devem ser menores do que os tradicionais, com dimensões por volta de 30,5 cm x 40,6 cm e espessura entre 5,1 e 7,6 cm. O tamanho menor elimina o excesso de tecido. Quanto maior o travesseiro é, maior o risco de sufocamento.

Em caso de dúvida, é importante buscar informações e recomendações com o pediatra. Lembre-se que escolher o melhor travesseiro para o seu bebê é proporcionar uma noite de sono mais tranquila e proveitosa para o pequeno e também para toda a família.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

VEJA TAMBÉM


Quais os melhores exercícios para o corpo e mente na terceira idade?
Você conhece o travesseiro Airflow da Altenburg?
Qual a relação entre a cafeína e o sono?
O que o nosso corpo faz enquanto dormimos?
1234