Bem viver
24
setembro

Yoga e meditação: porque se fala tanto delas?

Embora sejam técnicas milenares, yoga e meditação nunca estiveram tão em evidência, pelo menos no nosso mundo ocidental. E as motivações para isso estão amplamente ligadas aos tempos de superinformação, ansiedade e busca eterna por uma vida de Instagram que estamos vivendo.

Recentes pesquisas norte-americanas mostram que cresce a cada dia o que a psicologia designou como Síndrome FOMO (Fear of Missing Out). Basicamente, é aquela sensação de derrota de não conseguir acompanhar todas as notícias, se sentir perdido ao ter que escolher uma entre as dezenas de opções de filmes no streaming ou de ter sempre a certeza de que está perdendo algo incrível por falta de tempo.

E isso está levando muita gente a buscar foco em atividades que baixem a atividade cerebral, estimulem o bem-estar e nos ensinem a viver no agora e aproveitar o momento. Yoga e meditação são duas das mais conhecidas. Veja!

Yoga

O nome já traz o significado: yoga quer dizer unir, unificar. É uma prática que combina posturas com o corpo, respiração e concentração com o objetivo de estimular o autoconhecimento e a plena atenção. Além disso, traz alongamento e força muscular para os praticantes.

A filosofia não tem cunho religioso, embora traga uma relação com o hinduísmo. Ela existe há mais de 2 mil anos é muito difundida no oriente.

As práticas (como são chamadas as aulas de Yoga) são guiadas por um professor, que une sequências de Pranayamas (exercícios respiratórios), Ásanas (posturas) e meditação. Nelas, o praticante vai desenvolvendo sua concentração e evoluindo no grau de dificuldade.

Meditação

Diferente do que boa parte das pessoas pensa, meditar não é uma exclusividade para pessoas absolutamente calmas. Assim como a Yoga, é uma prática para pessoas de qualquer estilo de vida que estejam buscando mais foco.

A meditação não tem apenas um significado. Alguns dizem que meditar é conseguir observar os seus pensamentos, sem conseguir se apegar a algum deles. Para outros, é um estado de silêncio atingido quando a mente fica vazia de pensamentos. Há ainda quem acredite que meditar seja dedicar a plena atenção a algo.

Neste caso, experimentar técnicas e guias diferentes, até encontrar com o qual você se identifique é o mais indicado.

No app!

Nas lojas online de aplicativos para celular, há uma infinidade de apps para yoga e meditação. O Catraca Livre fez uma sugestão de 11 deles, a maioria gratuitos.

Se você se identifica com a necessidade ou o desejo de acalmar um pouco a rotina maluca que vivemos, busque experimentar alguma dessas práticas. E depois, claro, conta pra gente como foi a sua experiência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

VEJA TAMBÉM


Quatro sugestões de presentes para quem vai morar sozinho
Já começou a pensar em 2019? Veja como estabelecer metas
Playlist para bem dormir: estamos no Spotify e no Deezer!
Black Friday: nosso esquenta está no ar e cheio de ofertas
1234